fbpx

A Mulher Piedosa

Alcançar o título de Mulher Piedosa é um trabalho árduo, mas com as direções de São Francisco de Sales tudo se torna mais doce.

Monsenhor Landriot, apoiado nas suas conferências, transformou seus escritos para as mulheres em inseparáveis conselhos.

Se as senhoras já leram A Mulher Forte, perceberão nestas páginas como se complementam naturalmente.

Como disse o próprio bispo: A mulher piedosa irá preparar, através de um trabalho divino, a mulher forte.

A Mulher Piedosa Volume I e II

As conferências escritas pelo Monsenhor Landriot foram divididas entre o que é a piedade, segundo São Francisco de Sales e isso está relatado no primeiro volume.

O volume II busca tratar da questão das práticas religiosas, reproduzindo pensamentos de outros doutores e santos.

As duas obras também tratam de como dar definição à verdadeira piedade e trata da piedade em um dos vínculos mais íntimos.

A obra

A Mulher Piedosa é um pequeno tratado sobre a paz na alma, que está estritamente ligada ao equilíbrio moral, sobretudo na vida das mulheres.

A paz, escreve o autor, é o fundamento da verdadeira e sólida piedade, portanto, é o fruto precioso da união divina.

Assim, a paz é a fôrma do caráter do sábio, é a garantia de um bom êxito nos projetos e a coroação da edificação interior.

São Francisco de Sales e a mulher

São Francisco compreendeu o coração feminino, o coração inescrutável, o dirigiu e o fixou no amor ao bem.

Estudou-o profundamente e finalmente descobriu a chave do ponto central. Sobre ele sustenta-se todo o edifício.

Este princípio que dá origem a tudo é o amor. É a sede de sacrificar-se.

São Francisco buscava colocar Deus no coração da mulher e fazia do modo mais doce e amável. Compreendeu, o santo, que o coração humano e particularmente o da mulher necessita amar.

Assim, juntamente com todas as almas que confiavam nele, começava a aproximá-las do lar universal do amor e precipitá-las na fogueira que queima vivificando.

A necessidade da obra

São Francisco de Sales, em seus escritos sobre a vida devota, mostra que a vida piedosa é acessível a todos os estados de vida.

A vida piedosa deve ser doce, feliz e amável, e portanto atrativa aos outros.

Assim, somente na via piedosa e dentro da religião verdadeira a mulher poderá encontrar o repouso de sua alma e a doce quietude do seu coração.

Pois, como Nosso Senhor mesmo pontuou: ”Tomai o meu jugo, porque é suave e leve; levando-o, encontrareis o repouso da alma.” (Mt 11, 28)

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.