fbpx

GRUPO EXCLUSIVO PRÉ VENDA LIVRO ANTICOMUNISMO

EU QUERO ENTRAR!

Guarda o teu coração

Tempo de leitura: 2 min

Como guardar o meu coração

“Aplica-te com todo o cuidado possível à guarda do teu coração, diz o Sábio (Prov. 4, 27), porque é dele que procede a vida”.

Necessidade da guarda do coração

A meditação e a vida litúrgica renovarão meu impulso de me unir a Deus. Porém a guarda do coração é que vai permitir ao viajante o aproveitar-se do alimento, ou seja, tomado antes da partida ou durante as paradas, para se manter sempre nas boas disposições da partida”.

Não te iludas, ó minha alma. Certas quedas tuas, que tu qualificas de pura fragilidade, são, quiçá, de natureza diferente aos olhos de Deus, se não tens posto em prática o exercício da guarda do coração e se não tenderes à realização deste programa: quero conseguir reservar para Jesus o motivo de cada uma das minhas ações.”

Portanto se não guardo o meu coração, quão pavorosas e prolongadas não serão as expiações que eu estou preparando no purgatório!

Presença de Deus, base da guarda do coração

Sendo assim se vossa habitação em mim fosse, a meus olhos, o fato mais considerável e o mais digno de atrair minha atenção, porventura estaria eu com tanta frequência e durante tanto tempo sem pensar nele?

Não é, acaso, dessa falta de atenção a esse fato fundamental de minha existência que promanaram os maus êxitos que até hoje têm acompanhado minhas tentativas de guarda do coração?

Se as orações jaculatórias se fossem sucedendo regularmente pelo dia adiante, elas me teriam recordado essa habitação, toda de amor, de Deus em mim. Ó minha alma, tens tu, acaso, feito o bastante até hoje para assim norteares tua vida, pelo menos uma vez, em cada hora?

Certamente tens aproveitado de tua meditação quotidiana e de tua vida litúrgica para reentrares de vez em quando, por alguns segundos, se mais não fosse possível, no santuário ´íntimo de teu coração, afim de adorares ali a beleza infinita, a imensidade, a onipotência, a santidade, a vida, o amor, em uma palavra o bem supremo e perfeito que lá se digna residir e que é teu princípio e teu fim?

“Porque onde está o teu tesouro, lá também está teu coração.”

A devoção a Nossa Senhora facilita a guarda do coração

Ó minha Mãe imaculada, foi para vós me ajudardes a conservar meu coração unido mediante Jesus à Santíssima Trindade que, no Calvário, a palavra de vosso Filho me proclamou filho vosso.

Eu quero que as invocações, cada vez mais frequentes, que vos hei de dirigir visem sobretudo a essa guarda de meu coração.

Enquanto isso não mais quero subtrair-me a vossa doce voz: “Detém-te, meu filho, retifica o teu coração. Não, não é verdade que, neste momento, tu procures unicamente a glória de Deus”. Quantas vezes, durante minhas dissipações ou ocupações, vós me não tendes dirigido esse aviso maternal! E quantas vezes, ai, eu não o tenho abafado em meu peito!

Da mesma forma minha Mãe, de hoje para o futuro, eu hei de prestar ouvidos a essa advertência de vosso Coração.

Conclusão

Para quem é a ação presente? Como Jesus procederia em meu lugar? É essa interrogação íntima, passada ao estado de hábito que constitui a guarda do coração. Ela fará com que eu, nas mínimas particularidades, conserve minhas faculdades e suas tendências em uma dependência habitual, cada dia mais perfeita, a respeito de Deus que vive em mim.


Trecho extraído do livro “A alma de todo apostolado”, de D. Jean-Baptiste Chautard.

Para aprender mais sobre a guarda do coração e suas condições, clique aqui!

Compartilhe agora mesmo:

Você vai gostar também:

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta


*


*


Seja o primeiro a comentar!

JUNTE-SE A MAIS DE 100 MIL LEITORES

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade