fbpx

Honra teu pai e tua mãe

honra teu pai e tua mãe versículo

Honra teu pai e tua mãe é um mandamento bíblico. Portanto os quatro deveres que abrange a honra devida aos pais, segundo diz São Jerônimo são: Amor, respeito, obediência e assistência.

Deveres dos filhos para com os pais

Não sabemos de assunto mais para se meditar que o milagre histórico e moral da lei dada ao povo de Israel nos cimos do Sinai.

Em número bem superior aos das nações são os códigos por elas transmitidos à posteridade, a quem seguindo de guia oferecem também medida para se julgar da sabedoria de seus maiores engenhos.

Portanto, em boa verdade afirmamos que um abismo imenso separa o código moral cristão de todas legislações em cuja realização a flor da raça humana concentrou riquezas do coração e esgotou forças do espírito.

As leis de Sinai, transpondo barreiras do tempo e do espaço, que limitam as leis humanas, atinge, em suas prescrições, o interior do homem, sua inteligência e seu coração, arrancando de raiz a árvore do mal pela destruição do gérmen que a produz, pois que proscreve a má determinação da vontade, o pensamento do pecado…

Só o decálogo é destinado a todos os homens e a todos os tempos

Só no Decálogo recebe o homem ordem de amar, crer, não pensar o mal nem o desejar. Em suma é destinado a todos os homens e a todos os tempos; ou seja, só ele serve de constituição moral e religiosa para a humanidade inteira; só nele hão de se inspirar os legisladores das nações sob pena de não viverem…

Base moral da existência dos povos, o Decálogo reinou, reina e reinará no mundo…

É nele, portanto, que devemos procurar o preceito que regula os deveres dos filhos para com os pais.

Honra teu pai e tua mãe

Acima de tudo temos o mandamento divino que compendia as santas obrigações dos filhos para com aqueles que lhes deveram a existência.

Quatro deveres abrange a honra devida aos pais, segundo diz São Jerônimo: amor, respeito, obediência e assistência.

Da mesma forma só há grandes proveitos de render para os filhos a observância do divino preceito.

Portanto lede o código sagrado e vereis que “a benção dos pais firma as casas, a maldição da mãe destrói pelos fundamentos” (Eclo 3, 11); “que aquele que abandona seu pais é infame e o que irrita sua mãe é maldito de Deus” (Eclo 3, 18); “que viverá longo tempo aquele que honra seu pai e sua mãe… tudo lhe correrá bem” (Dt 5, 16); “terá alegria nos filhos”, etc (Eclo 3, 6).

Sob a defesa de Deus

Sob a defesa de Deus são colocados todos os direitos paternos, porque a piedade filial é exaltada à dignidade de um dever religioso.

Quão diverso era o sentimento dos bárbaros, para quem não brilhara a luz evangélica!

“Entre os bactrianos”, diz Onesécrito citado por Estrabão, “os velhos pais eram abandonados vivos a cães nutridos de propósito para o fim de enterrá-los em suas vísceras”.

A pena recusa a transcrever tantas e tão cruéis barbaridades, hoje difíceis de cridas por aqueles cujos entendimentos são iluminados pela fé cristã.


Trecho extraído do livro “O Lar Católico”, de Pe. Joaquim Silvério de Souza.

Prática: Entrar muitas vezes adentro de si mesmo e interrogar-se diante de Deus para saber se cumpre em consciência os deveres da sua condição.


Que tal conhecer completamente esse manual extremamente útil para a sua vida em família? Garanta seu o livro “O Lar Católico”, clicando aqui!

Compartilhe agora mesmo:

Você vai gostar também:

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta


*


*


Seja o primeiro a comentar!

JUNTE-SE A MAIS DE 100 MIL LEITORES

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade