fbpx

Participe da Campanha Editorial “Ano Cristão"

Quero Participar

Liturgia Diária – 10 de Outubro

Tempo de leitura: 4 min

Escrito por caritatem
em 10/10/2021

Liturgia diária

Neste domingo temos a nossa liturgia diária, na sequência de postagens com pequenos gostinhos do que é a coleção O Ano Cristão, trazemos o Evangelho e a reflexão do Padre Jean Croiset para o dia 10 de Outubro.

Evangelho do dia

O Evangelho está no livro de São Mateus, capítulo 19, versículos de 27 a 29:

“Naquele tempo, disse Pedro a Jesus: ‘Eis que nós tudo abandonamos e te havemos seguido; que prêmio pois receberemos?’ Mas Jesus respondeu-lhes: ‘Em verdade vos digo que vós que me haveis seguido, na regeneração, quando o Filho do Homem se sentar no trono da sua glória, vos sentareis também vós em doze tronos, e julgareis as doze tribos de Israel. E todo aquele que deixar ou sua casa, ou seus irmãos, irmãs, ou seu pai, mãe, mulher ou filhos, ou suas possessões por meu nome, receberá cento por um e possuirá a vida eterna’.”

Reflexão – Da Verdadeira Mortificação

PRIMEIRO PONTO DE NOSSA LITURGIA DIÁRIA – Considera que a mortificação é tão necessária para amar verdadeiramente a Jesus Cristo, que é como a primeira lição que dá o Cristo aos que querem ser seus discípulos, e sem ela não se pode pensar pensar em segui-Lo. “Se alguém quiser vir depois de mim, diz o mesmo Salvador, negue-se a si mesmo, tome a sua cruz e siga-me.” Os sinais mais certos de sólida virtude que dão os santos são os da perfeita mortificação.

Nascemos todos com tanta propensão para o mal, vivificam-se e até crescem nossas paixões com os anos, enganam-nos os sentidos, e sempre de inteligência com aqueles inimigos domésticos, sem cessar nos estão armando laços, que o amor próprio procura ocultar para que os não descubramos. Vemo-nos obrigados a desconfiar do nosso próprio coração; tudo parece conspirar a nossa perda, tudo nos atraiçoa. Só a mortificação da alma e do corpo, de potências e sentidos, pode enfraquecer as forças de tantos inimigos poderosos.

A mortificação é necessária

É verdade que somente a graça pode desarmar tão poderosos inimigos; mas mesmo a graça será pouco eficaz enquanto deixarmos às paixões, ao amor próprio e aos sentidos inteira liberdade para se apascentarem e satisfazerem. Nesta liturgia diária é preciso que você entenda que é crucial macerar o corpo, mortificar os sentidos e sujeitar as paixões; é preciso prostrá-las para que aumentemos nossas defesas. Em estando sujeitos os sentidos, nunca estão livres as paixões.

São mui débeis assaltos, quando os não sustenta o amor próprio. Em estando bem domada a carne, facilmente se lhe reprimem os desejos, especialmente quando o entendimento e o coração não estão de acordo com os movimentos sediciosos. Os auxílios da vigilância e da oração de um homem imortificado têm pouca força e não geram fruto como deveriam.

SEGUNDO PONTO DA NOSSA LITURGIA DIÁRIA -Até os mesmos santos ainda com o exercício da mais austera mortificação, tinham muito que vigiar, orar, muito que combater para não serem derrubados; como pois se há de conservar por muito tempo inocente um homem imortificado, sensual, escravo de suas paixões e dominado dos sentidos? Como há de sair vitorioso? Concebe-se a mortificação como uma virtude que só se dá bem com os perfeitos, ou quando muito como uma virtude de puro conselho que a ninguém obriga.

Cristo ordenou que nos fizéssemos violência

No entanto, será puro conselho deixar aos cristãos liberdade de serem, ou não, discípulos de Cristo? Será puro conselho o intimarmos o Salvador do mundo, que disse que aquele que se não fizer violência não entrará no reino dos Céus? Será puro conselho o protestar-nos, que aquele que não levar a sua cruz todos os dias, nem será digno d’Ele, nem poderá ser Seu discípulo? Mas se estes guiamentos são para todos os cristãos, se está é a doutrina pura de Jesus Cristo, não serão verdadeiros e rigorosos preceitos?

Desenganemo-nos: nem a idade, nem a condição, nem o estado, nem os cargos e dignidades nos podem dispensar da lei. Assim como nem o tempo, nem o lugar, nos isentam da inclinação para o mal, nunca também ninguém pode dispensar-se da obrigação de se mortificar, sem pôr em risco a salvação.

Os seculares e os religiosos, bem que os religiosos com mais obrigação que os seculares, todos estão indeclinavelmente obrigados a levar a sua cruz, a aborrecer-se de si mesmos, a violentarem-se, a domar o gênio, a mortificar os sentidos e a vencer as paixões. Esta é uma lei geral da religião que obriga os grandes do mundo e os pequenos.

Diz-se que nem todos pedem esta proposição; e quanto é de temer que se ache falsa! Nem todos podem trazer cilício, nem macerar sua carne com disciplinas, (poucos haverá que não pensem de outro modo à hora da morte); mas ao menos todos podem e devem fazer-se violência para entrar no Reino dos Céus; todos podem privar-se de muitos gostos embora lícitos; todos podem e devem sofrer com paciência as injúrias; todas as pessoas devem perdoar a seus inimigos.

A santificação nas pequenas coisas

Não há ninguém que não possa ter feito ao cabo do dia uns pequenos sacrifícios: as comodidades, as conveniências pouco necessárias, a delicadeza, o jogo, os divertimentos, o regalo, tudo oferece matéria abundante para eles.

Quem, pois, dirá agora que não pode mortificar-se?

Posso-o muito bem, Senhor, ajudado com a vossa divina graça. Esta vos peço com tanto mais fervor, quanto é grande o desejo que tenho de mortificar-me nos dias que me restarem de vida.

Garanta já a sua edição!

Esta e muitas outras belíssimas reflexões sobre a Fé Católica estão disponíveis na nova coleção da Editora, O Ano Cristão!

Você pode garantir a sua edição do Ano Cristão, e com isso, nesta primeira parte da campanha, você poderá ter três livros de valor inestimável no alcance da sua estante! Assim que atingirmos 100% da contribuição esperada, os envios dos livros serão iniciados e eles poderão estar em suas mãos o quanto antes.

—————————->GARANTIR O ANO CRISTÃO<———————

Compartilhe agora mesmo:

Você vai gostar também:

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta


*


*


Seja o primeiro a comentar!

JUNTE-SE A MAIS DE 100 MIL LEITORES

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

Espere Um Pouco! Temos Um Presente Pra Você.

Conhecer a fé católica é indispensável em tempos de crise, junte-se a mais de 100 mil leitores e tenha acesso aos benefícios abaixo:

Sorteios e Promoções

Artigos e Trechos Marcantes dos Nossos Livros

Diversos Ebook’s

Vídeos em Nosso Canal no YouTube

Cupons com Descontos Exclusivos

Avisos Sobre Novos Lançamentos Editoriais

E muito mais

Os seus dados estão protegidos