fbpx
Tratado da Verdadeira Devoção

Tratado da Verdadeira Devoção

O Tratado da Verdadeira Devoção é uma das obras que mais merece destaque dentre os escritos de santos da Igreja, pois os méritos concedidos à devoção à Santíssima Virgem devem-se também ao renome dos tesouros destas páginas.

Sobre essa edição

A obra conta com adições históricas do padre Armand Plessis, prefácio do padre Frederick William Faber e o discurso do venerável Papa Pio XII na ocasião da canonização de São Luís Maria Grignion de Montfort.

E sobre o Tratado disse o Santo Padre:

Queridos filhos e filhas, é por isso que desejamos ardentemente que, para além das várias manifestações de piedade para com a Mãe de Deus e Mãe dos Homens, todos vocês retirem do tesouro dos escritos e exemplos do nosso santo, este que formou a base da sua devoção mariana, a sua firme convicção da poderosa intercessão de Maria, o seu desejo decidido de imitar o máximo possível as virtudes da Virgens das virgens, o ardor veemente do seu amor por ela e por Jesus.

A necessidade da verdadeira devoção à Virgem Maria

Durante os séculos, existe uma guerra predita por Deus no livro do Gênesis: ”porei inimizade entre ti e a mulher, e entre a tua semente e a sua semente; esta te ferirá a cabeça, e tu lhe ferirás o calcanhar.” Gn 3, 15

Assim, essa Mulher e toda a sua descendência está em uma constante luta contra o espírito maligno. Deus em sua sabedoria nos deu meios para vencer com a intercessão e a verdadeira devoção à Santíssima Virgem.

Desse modo, o Tratado da Verdadeira Devoção é o remédio indicado por Deus para amar a Deus como Ele deseja ser amado.

Por que Deus deseja o Tratado da Verdadeira Devoção?

Segundo a revelação dos santos ao longo dos anos, Deus deseja que a devoção à Virgem Maria seja vasta, extensa e sólida nos corações dos fiéis.

Alguns capítulos dos escritos de São Luís são suficientes para o coração mais duro ser preenchido do desejo de mergulhar nos mistérios escondidos na vida desta Virgem Imaculada

O Tratado da Verdadeira Devoção é, portanto, uma revelação do mais íntimo tesouro que Deus concedeu aos homens por Ele amados.

A escola da Virgem Maria

O Tratado da Verdadeira Devoção é uma verdadeira escola para quem deseja amar a Deus de modo profundo e íntimo.

Se Jesus não é amado e conhecido, os hereges não são convertidos, a Igreja não é exaltada, se as almas que poderiam ser salvas são degeneradas é porque a Virgem Maria foi deixada no esquecimento.

Milhares de almas perecem porque não conheceram a escola da Virgem Maria.

A história por trás do Tratado da Verdadeira Devoção

”Encontramos um tesouro!” Foi o que exclamou o padre após encontrar essa obra que jazia escondida e enterrada pelo próprio demônio e após ficar perdido por 130 anos.

Este fato foi predito pelo próprio santo que escreveu. Ele disse:

Prevejo que muitos animais frementes virão em fúria para rasgar com seus dentes diabólicos este pequeno escrito […] Ou pelo menos procurarão envolver este livrinho nas trevas e no silêncio duma arca, a fim de que não apareça

Dada esta introdução, vamos ao conteúdo da obra.

Resenha do Tratado da Verdadeira Devoção

Em primeiro lugar, a introdução dessa obra trata da humildade da Virgem Maria. Deus concedeu a Maria o privilégio e os méritos da vida oculta e somente ser alvo dos olhares divinos.

Viveu desconhecida entre todos e até os anjos se questionavam ”quae est ista?” – ”quem é essa?” (Ct 3, 6), pois o Altíssimo a colocou como Alma Mater, a mãe escondida e secreta.

Necessidade da Devoção

Em nossa vida espiritual há uma necessidade de devoção à Virgem Maria, pois em tudo Deus quis servir-se dela e continua a servir-se de Maria para a salvação das almas.

Só Maria encontrou graça diante de Deus, sem o auxílio de outra criatura. Por isso, depois dela, todos os que acharam graça diante de Deus foi e será sempre por intermédio dela.

Jesus Cristo é o fim último da devoção

A necessidade da devoção à Virgem Maria existe na proporção que devemos fazer para a glorificação do Nome de Jesus.

Ele é o fim último da verdadeira devoção à Santíssima Virgem. Seria mais fácil separar o fogo do calor e a luz do sol.

Maria está ligada intimamente a Jesus, pois O ama ardentemente de modo mais perfeito que todas as outras criaturas.

Por que fazer a consagração?

A Verdadeira Devoção, como já dissemos antes, é uma escola. Mas, além disso, é um guia de imitação e uma perfeita renovação dos votos que com tenra idade fizemos em nosso batismo.

Portanto, a consagração pelo método de São Luís proposta pelo Tratado da Verdadeira Devoção nos conduz à uma liberdade interior e união com Nosso Senhor.

Sobre os bens do consagrado

Assim, ao darmos sem reservas todos os nossos bens interiores e exteriores, passados e futuros, pensamentos, ações na consagração a Jesus por Maria, encaramos a pequena via que forma os santos ordinários.

Sabemos que Deus encarnou-se por Maria, então deseja que voltemos a Ele por meio dela. Sua alma repleta de graça purifica nossas boas obras para devolvê-las a Deus em nosso nome.

A Jesus por Maria

Quão feliz é uma alma quando é toda possuída e governada pelo espírito de Maria. Este espírito que é um espírito suave e forte, zeloso e prudente, humilde e corajoso, puro e fecundo.

É preciso, portanto, ao consagrado por esse santo método, fazer todas as ações com Maria, em Maria e para Maria para mais perfeitamente fazer todas as coisas com Jesus, em Jesus e para Jesus.

Glória a Jesus em Maria! Glória a Maria em Jesus!

Leia também 8 Práticas do Consagrado

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.